Planta com odor forte e agradável tem suas sementes com sabor adocicado. Com flores brancas e rosadas, seu arbusto atinge 50/60cm de altura. Suas folhas, sementes e raiz são utilizadas na culinária com popularidade no mundo todo. No Brasil, especialmente na cozinha do NO e NE, compõe pratos de e frutos do mar. Originário do sul da Europa e Oriente Médio, o coentro já era mencionado nos papiros egípcios, sendo cultivado há mais de três mil anos Na Idade Média o coentro era utilizado em poções do amor, como afrodisíaco, crença que persistiu entre os asiáticos e árabes; os hebreus utilizavam o coentro para aromatizar bolos, os romanos para conservar , os egípicios e chineses acreditavam que seu consumo trazia imortalidade.

Uso

Folhas: Utiliza-se nos pratos à base de carnes brancas e vermelhas, frutos do mar, sopas, ensopados, moquecas, refogados, molhos, ovos e . Sementes: Sementes com semelhante ao anis compõem licores, conservas, picles, salsichas, lingüiças, doces, bolos e pães.
O coentro é uma especiaria que compõe o curry. Seu sabor forte enriquece molhos e pratos a base de , peixes e vegetais.

Propriedades

Na Idade Média os árabes troxeram da Península Ibérica para tratar a tosse e a raiva. Hoje, na Ásia e Arábia usam para gripe e dores estomacais. É digestivo e acredita-se que ele purifica o sangue. Recomenda-se mascar as folhas ou as sementes para alívio da indigestão. O chá de coentro é indicado para aliviar dores de estômago. Compressas feitas com as suas folhas dão alívio a inflamações e dores nas juntas. Observação importante: Qualquer uso terapêutico deve sempre ser acompanhado por um médico.

[ad#small-square]